Ministro diz que projeto educacional do Maranhão é exemplo para o Brasil - PORTAL SÃO PEDRO DOS CRENTES

News

Home Top Ad

Post Top Ad

19 abril, 2015

Ministro diz que projeto educacional do Maranhão é exemplo para o Brasil

Por: Secom/MA.

Após ser apresentado aos detalhes dos projetos educacionais que serão implantados nos próximos quatro anos pelo Governo do Maranhão, o ministro-chefe de Assuntos Estratégicos da Presidência da República, Mangabeira Unger,  comentou o assunto em coletiva de imprensa e considerou que os projetos maranhenses são exemplo para o Brasil. Na oportunidade, o ministro conheceu projetos como Escola Digna, nova diretriz curricular do Estado, criação dos Iemas e pilares da Pesquisa Científica a partir da Fundação de Amparo à Pesquisa, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Fapema).
“É exemplo revelador e útil para nós. O Nordeste precisa de uma escola que seja um lugar privilegiado para a capacitação do aluno. Nós queremos um ensino organizado de forma cooperativa, em redes. E é isso que se começa a fazer no Maranhão”, afirmou o ministro Roberto Mangabeira Unger, sobre as iniciativas que estão sendo implantadas pelo Governo do Maranhão na área educacional.
As equipes das secretarias de Educação e Ciência e Tecnologia apresentaram ao ministro os projetos que compõem a estratégia do Governo do Estado para reverter os baixos índices educacionais ao longo dos próximos quatro anos. Com a revisão da matriz do Ensino Médio e de programas que visam proporcionar um ambiente acolhedor aos estudantes, o Maranhão começa a dar uma atenção verdadeira à Educação. “Temos feito esse esforço concentrado na Educação porque acreditamos que ela é o primeiro passo para a verdadeira mudança dos cidadãos em formação,” destacou o governador Flávio Dino.
Durante toda a sexta-feira (17), Unger conheceu os detalhes do programa Escola Digna, que pretende erradicar as escolas de taipa e palha nos municípios maranhenses. O governo construirá novos ambientes escolares e entregará para a administração municipal promover o Ensino Fundamental, bem como propiciar formação por 24 meses para os professores que atuarem nessas escolas.
A instalação dos Institutos Estaduais de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (Iema) também foram tema de apresentação. Os institutos valorizarão as vocações produtivas e econômicas de cada região, promovendo educação inclusiva e conjugada com as oportunidades de emprego e empreendedorismo.
O plano de humanização, cooperação e inclusão social a partir da Educação Pública gerenciada pelo Governo do Estado começou a ser aplicado este ano sob a coordenação do governador Flávio Dino.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Post Bottom Ad